Vídeo: mulher morde guarda e é detida depois de descumprir quarentena

Crédito: YouTube/Portal Morada

Vídeo: mulher morde guarda e é detida depois de descumprir quarentena

Por se recusar a obedecer o decreto para proteção dos cidadãos durante a pandemia, a mulher recebeu voz de prisão

Na cidade de Araraquara (SP), está em vigor um decreto que impede o acesso das pessoas a praças públicas durante a quarentena, mesmo que estejam sozinhas. Mas uma cidadã chamada Silvana Tavares Zavatti, de 44 anos, não concordou com o decreto e resolveu praticar atividade física na praça da cidade mesmo assim.

Quando foi abordada pela guarda municipal, que pediu a ela para deixar o local e ir para casa, ela alegou que Constituição lhe dá o direito de ir e vir, desconsiderando a situação de pandemia que o mundo todo está vivendo.

“Eu sou uma pessoa livre, eu estava fazendo apenas atividade física, não tinha necessidade de fazer toda essa agressão, cinco pessoas em cima de mim, eu estou toda machucada, eu não conseguia nem respirar, foi a hora que eu mordi a GCM”, contou.

Ela se recusou a sair do local, e os guardas tiveram que deter a mulher. Silvana reagiu agredindo os oficiais, inclusive mordendo uma das guardas, enquanto chutava o outro guarda. Ela gritou, dizendo que a estavam machucando, enquanto o guarda pedia para ela parasse de resistir.

Depois de ser levada à delegacia, os oficiais registraram um Boletim de Ocorrência como infração de medida sanitária preventiva e resistência, e será investigado.

Segundo o advogado de Silvana, foi solicitado corpo de delito na mulher para comprovar as agressões. Ficou agendado para ela dar depoimento na delegacia.

 

Nota da prefeitura sobre a detenção da moradora:

A Secretaria de Cooperação dos Assuntos de Segurança Pública informa que tem orientado os usuários das áreas de esportes e lazer da cidade sobre o cumprimento do Decreto Municipal nº 12.242/2020, que reconhece no município o estado de calamidade pública, decorrente da pandemia do COVID-19.

Na manhã desta segunda-feira (13), durante uma operação da Guarda Civil Municipal na Praça dos Advogados, na Vila Harmonia, uma munícipe foi abordada e orientada sobre o decreto. Foi solicitado que a mesma deixasse o local. A munícipe não aceitou a orientação, reagiu à abordagem e durante a ação chegou a reagir agredindo uma das Guardas com uma mordida no braço, causando uma lesão corporal.

Diante disso, foi dada voz de prisão a munícipe por desacato a autoridade e por descumprimento do artigo 268 do Código Penal: Infringir determinação do poder público, destina a impedir introdução ou propagação de doença contagiosa. Ela foi levada à Delegacia Civil para o encaminhamento.

Vale lembrar que, para reforçar o enfrentamento e o combate ao COVID 19 (novo Coronavírus), o decreto municipal vedou o acesso da população aos equipamentos públicos, parques e praças municipais de lazer, desporto e cultura, bem como a suspensão dos programas e atividades culturais e esportivas, proibindo assim qualquer situação que implique ou resulte em aglomeração de pessoas.

Para ajudar na fiscalização, a Prefeitura lembra que qualquer cidadão pode realizar denúncia do descumprimento das medidas adotadas no decreto, que está disponível no site da Prefeitura de Araraquara. As denúncias podem ser realizadas por meio da Ouvidoria Geral do Município (Disque 156) e do canal telefônico da Guarda Civil Municipal (Disque 153).

Araraquara já registra 28 casos de Coronavírus e 2 óbitos confirmados. A situação é delicada e exige apoio de toda população. O Comitê de Contingência do Coronavírus, que se reúne diariamente, reforça em todos os seus boletins a necessidade do isolamento social como único método de bloquear o contágio é transmissão do Coronavírus.

Fonte: A Cidade ON Araraquara

Admin