6 Sintomas de gordura no fígado para se alertar e buscar tratamento

É preciso estar atento aos sintomas, pois quando aparecem, é necessário tratamento imediato

Esteatose hepática é o nome que se dá quando uma pessoa está sofrendo com gordura no fígado, e você já deve ter ouvido falar sobre isso. De acordo com o Ministério da Saúde, esse problema ocorre quando as células do fígado são infiltradas por células de gordura em uma quantidade superior ao que é considerado normal, ou seja, acima de 5%. Quando isso acontece, é necessário recorrer imediatamente ao tratamento médico para evitar que o problema evolua para quadros mais graves. Veja quais são os sintomas de gordura no fígado e o que fazer para tratar.

 

Alertas de esteatose hepática

Crédito: Freepik

O excesso de gordura no fígado pode significar problemas sérios para a sua saúde. A doença hepática gordurosa costuma agir de maneira silenciosa, mas, alguns sintomas podem ajudar a identificá-la.

1. Cansaço crônico

A presença das toxinas no fígado atrapalha o processo metabólico dos tecidos musculares. Dessa maneira, é comum sentir dor, cansaço físico e fadiga crônica. Consequentemente, começar a manifestar momentos de raiva, mau humor constante e depressão nos casos mais graves.

2. Mau hálito

As doenças hepáticas afetam diretamente o hálito, já que o fígado faz parte do processo digestivo. Fiquei atento a esse sinal se ele surgir combinado a mais algum dos sintomas listados e se não parecer fazer sentido, pois você mantém uma higiene bucal adequada.

3. Ganho de peso

O mau funcionamento do fígado faz com que as toxinas se acumulem nas células de gordura. A consequência é o fato de essa gordura não ser filtrada e voltar para ao organismo, fazendo com que a pessoa engorde inexplicavelmente.

4. Sudorese

Quando intoxicado e sobrecarregado, o fígado fica mais quente e esse calor é transferido para o corpo. A sudorese excessiva é a tentativa do corpo de se resfriar. Se estiver suando muito, sem fazer esforço ou sem que o clima esteja muito quente, é mais um dos sintomas de gordura no fígado.

5. Quadros alérgicos

Se o corpo está em funcionamento perfeito, ele funciona da seguinte maneira: nos quadros de alergia, o fígado produz os anticorpos que ajudam a combater os agentes que provocam a alergia. Porém, quando não está funcionando bem, esses agentes se acumulam, mas o comando de produção de histamina (uma substância que ajuda a combater a alergia) continua. A consequência são crises alérgicas, com dor de cabeça e sensação de coceira.

6. Surgimento de acne

Uma das causas dos desequilíbrios hormonais é o acúmulo de toxinas no fígado. Automaticamente, o corpo responde com o surgimento da acne que, nesses casos, precisa de atenção redobrada. Se a acne não costumava ser um problema na sua vida, pode desconfiar de causas hormonais e da sua alimentação inadequada.

O que fazer para tratar

A esteatose hepática é reversível e pode ser tratada. Existem maneiras naturais e saudáveis de fazer o tratamento. A alimentação é a base para uma vida mais saudável e, nesse caso, procure ingerir alimentos como o gengibre, a batata-doce e bananas. É essencial consultar um médico especialista, que pode ser um gastroenterologista ou hepatologista, para descobrir o grau de gordura no fígado e determinar o melhor tratamento.

Anúncios

Também é interessante consultar um nutricionista para ajudar na elaboração de um cardápio adequado, com os alimentos que o vão ajudar a reduzir a gordura no fígado. Ao mesmo tempo, é essencial combinar as mudanças alimentares com a prática de atividades físicas regulares.