Chocolate na dieta? Pode, sim!

Links patrocinados

Ah! O chocolate. O doce preferido de nove entre dez mulheres, em especial quando desejam atenuar os sintomas da terrível TPM. Porém, é esse um dos primeiros itens cortados da dieta quando o intuito é perder peso, devido à quantidade de gorduras do alimento.

A boa notícia é que alguns tipos de chocolate não só estão liberados como também fazem bem para o organismo. São os chocolates funcionais, que contribuem para a manutenção da saúde por fornecerem nutrientes com menor quantidade de calorias. Isso graças à maior quantidade de cacau em sua composição.

chocolate-e-fita-metrica

Falando em cacau…

O cacau é o ingrediente que transforma o chocolate em um alimento permitido na dieta. Um ranking do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos aponta o cacau em pó 100% como o alimento com maior concentração de antioxidantes, substâncias responsáveis por retardar o envelhecimento celular.
As vantagens do consumo do cacau em pó são inúmeras. Ele é um alimento rico em vitaminas(como vitamina C e vitamina E) e minerais (como cálcio, fósforo, ferro, potássio e sódio), além de conter boas quantidades de fibras.
Segundo a nutricionista Danielle Santos Nascimento, do Programa de Saúde Alimentar Viva Melhor, da Risa Restaurantes Empresariais, as sementes de cacau e seus derivados, como o chocolate amargo, o cacau em pó e a massa de cacau, são fontes alimentares ricas em flavonoides, que
agem como antioxidantes no organismo. “Além disso, essa substância minimiza o risco de doenças cardiovasculares e câncer. Também pode melhorar a saúde do coração, evitando infartos e acidente vascular cerebral por meio da redução da pressão sanguínea”, completa.

Com moderação

Mas não vale pegar uma barra enorme de chocolate e devorar como se não houvesse amanhã. Em excesso, o alimento fornecerá mais calorias que o desejado, e mesmo aqueles de boa qualidade podem levar ao aumento do peso. Além da moderação, aposte nas versões amargo e meio amargo, que têm alta concentração de cacau. “O cacau integral e sua manteiga são alimentos muito nutritivos, por isso as barras de chocolate com pelo menos 85% desse ingrediente são excelentes opções”, sugere o especialista em nutrição otimizada para saúde e bem-estar Rodrigo Polesso.

O achocolatado pode ser substituído por cacau em pó sem adição de açúcares ou gorduras. “Uma colher de sopa de cacau em pó tem 20 kcal, enquanto o achocolatado tem três vezes mais, dependendo da marca”, exemplifica a nutricionista Paula Castilho, da Sabor Integral (SP).

Links patrocinados

 

Links Patrocinados